Visitacao

Em agosto de 2012 recebi a ligação de uma farmacêutica amiga minha, que possui uma farmácia muito bacana no interior de São Paulo, sobre a frustração com relação à visitação médica; nada que ela já fez deu certo.

Ela citou inúmeros problemas: contratação que não funciona, médicos que não correspondem, muita dor de cabeça e nada de aumento de vendas; me falou que eu era a última tentativa dela, se não desse certo, ia desistir de forma definitiva da visitação.

Começamos o trabalho juntos em setembro de fio a pavio; planejamento, contratação, metas, remuneração, treinamento e acompanhamento. Estabelecemos o foco, as especialidades e iniciamos o trabalho.

Essa semana conversamos sobre tudo o que aconteceu nos últimos 12 meses, como ela estava em relação à visitação médica e os próximos passos. Era outra motivação, outro clima; Fiquei muito feliz de ver a mudança que fizemos na farmácia nos últimos meses: a representante arrebentou, as especialidades escolhidas e as metas planejadas foram conquistadas; o material de visitação médica atendeu nossa necessidade e conquistou nossos prescritores.

Resumo da ópera:
- Mais de 20% de aumento no faturamento dos médicos visitados;
- Só no último mês de agosto, comparado ao mesmo mês de 2012, foram mais de R$ 23 mil de diferença nas vendas dos médicos visitados;
- Mês que vem começamos com mais 01 (um) visitador, com um planejamento dirigido, especialidades, treinamento e acompanhamento completo.

E você? O que está esperando para fazer visitação médica?

Deixe seu comentário, conte suas experiências, sucesso, frustrações…

Fabio de Matos; publicitário, professor e consultor farmacêutico.